"Relato de um expatriado"

O post de hoje é um pouco diferente... Chegou até nós o relato de um brasileiro que mora com a família há alguns anos em Perth, Austrália. Assim que lemos, pedimos autorização para reproduzir aqui no blog. Pedimos a gentileza que, caso também queira reproduzi-lo, entre em contato conosco através do nosso e-mail.

Segue abaixo...


"Relato de um expatriado.


Viver fora é o sonho de milhares de brasileiros, afinal a grama do vizinho é sempre mais verde, mas vale lembrar que nem tudo são flores.


Para quem está de fora, morar fora é mágico, uma vida glamourosa e que nada se compara. Listemos, então, alguns "fatos" que são absolutas lendas.


1) Fulano ganha em dólar/euro/libra, ele está rico; claro que se convertermos contra a nossa fraquíssima moeda brasileira o resultado é vultuoso, mas sempre esquecem de mencionar que fulano gasta em dólar/euro/libra... Realidade é que fulano vive melhor, pois o seu poder de compra é bem maior que no Brasil.


2) Nada se compara ao Brasil, todo estrangeiro é frio. Disse quem? Eles são tão frios o tanto quanto você os aqueça. Tenho amigos italianos, americanos, australianos, brasileiros, conhecidos colombianos, japoneses, indianos, dentre outros e digo que eles são ótimos.


Tenho medo do que me aguarda! E se um bicho peçonhento ou não me morder/picar/furar/atacar? Uma brincadeira de internet que ganhou proporções mitológicas. A Austrália é quem mais possui essas chances de ataque, mas na realidade o risco é o mesmo do que ser devorado vivo por uma anaconda gigante em plena Avenida Paulista.


A lista é enorme e sempre dá pra rebater com fatos e argumentos as lendas e mitos que muitos fantasiam sobre morar fora.


Como expatriado e portador de dupla cidadania me sinto tão Australiano, quanto os nascidos nesse país maravilhoso e acolhedor. Terra das oportunidades!


Engenheiro de software, casado, dois filhos, não há lugar no mundo melhor do que aquele que você chama de lar. Escolhi esse aqui para ser o meu e os motivos podem e vão ser diferentes dos motivos de outras pessoas que conheço.


Vim para Austrália, em primeiro lugar, para obter sossego. Paz de espírito, enfim, qualidade de vida. Não olhar para trás de 10 em 10 segundos à espera de bandido, medo de sair de casa sem saber se voltarei para beijar meus filhos, insegurança sentida em todos os momentos, chega! Não queria isso pra mim e nem pra minha família. Um dado interessante para ajudar a entender melhor o que estou falando: o portal de notícias globo.com ontem (26/08/16) declarou que em 2015, 59.000 brasileiros (isso mesmo 59 mil) foram assassinados. Na Austrália esse dado ainda não foi divulgado, mas para efeitos de comparação, pouco mais de 280 foram assassinados em 2014. Posso estar errado, mas acho que na grande Recife esse é o número de vítimas em apenas um final de semana... Triste realidade.


Fora isso, a sensação de que as coisas funcionam como deveriam. Impostos pagos são revertidos pra população e lógico que existe corrupção, esse é um dos cânceres do mundo, mas se comparamos com malandragem verde e amarela, não precisa nem comentar.


Enfim, motivos pra migração são diversos, mas nem tudo são flores como mencionei acima... A saudade dos que realmente importam: família e amigos é uma constante. O toque, o riso, o cheiro, um abraço. Fazem falta, e como!


Felizmente a tecnologia evolui e ajuda a estreitar essas distâncias.


Aos que pensam em morar fora, vá em frente, nem que seja por uma temporada. Abra sua mente, viva algo novo, experimente outras culturas! Quem disse que o mundo precisa de tantas barreiras!?


Aos que já moram, por saudade já retornei ao Brasil, mas a pátria amada não acolheu seu filho o tanto quanto deveria e hoje, de volta à Austrália, eu tenho a certeza de que estou em casa!"

Aercio Melo, 27 de agosto de 2016

Comentários

  1. Acompanho os posts de vocês e está ajudando muito, pretendo fechar com a mesma agência de intercâmbio que vocês! Obrigado pelas dicas!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :) Obrigada vc Kleberth! Nós adoramos a West 1 e tenho certeza que vai gostar tbm :)

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Visto de estudante + acompanhante

10 meses de Austrália!

O primeiro camping! The first camping! [1]

O dia que conhecemos os cangurus

A renovação no nosso visto