Mais uma mudança...

[a agência] Antes de começar a explicar o motivo da mudança [de data], vou escrever um pouquinho sobre a escolha da nossa agência e escola. Fechamos com a West 1, que tem agências em várias cidades da Austrália, inclusive Perth, e isso foi um dos motivos para fechar com eles, por causa do suporte de uma agência na nossa futura cidade. Eles fornecem palestras e workshops depois que chegarmos lá, sobre como abrir conta bancária, aplicação do Tax File Number [pra poder trabalhar], entre outros. Fomos atendidos pela West 1 de Natal [já que aqui em Maceió eles não têm agência], pela Mariane, sempre solícita em responder minhas dúvidas [que não são e nem foram poucas]. 

[a escola] Conforme foi passado pela agência, o primeiro passo depois de escolher a cidade, seria a escolha da escola. Optamos pela Navitas, que tem uma estrutura bem legal, um preço bom e ainda é flexível para mudanças de horários. No nosso caso, eu vou estudar pela manhã, e Adriano à noite. Quando decidimos pela escola, a agência enviou para eles uma carta de oferta, que foi aprovada hoje!! E é exatamente aí que está a mudança... Nosso planejamento era ir em novembro, mas como falei nesse post aqui, a partir do dia 01 de julho haverá modificações na embaixada Australiana, inclusive aumentando o valor da reserva financeira. Então, para que a gente ainda ficasse com as "regalias" anteriores às mudanças, ou seja, aplicando o visto ainda em junho, teríamos que começar as aulas até a última semana de setembro [tem que ser 90 dias a partir da aplicação do visto], e foi o que fizemos. Nossas aulas começam dia 26/09. Então, com a agência só fechamos a escola e o seguro saúde (OSHC), mas eles também estão tirando nossas dúvidas sobre visto e também indicaram o despachante, pago por fora.

[passagens aéreas e moradia] As passagens aéreas cotamos primeiramente com uma empresa daqui de Maceió mesmo e, posteriormente, orçamos com a própria West 1, cujo valor deu na faixa de 2 a 3 mil reais a menos. O vôo que orçamos daqui de Maceió, partiria daqui pra São Paulo, em seguida pro Chile, Sidney e Perth. A partir do Chile, o vôo seria pela Qantas. Já o vôo da West 1, iria daqui pra São Paulo, depois pra Dubai e Perth. Seria menos vôos, e isso já é grande coisa... Sem contar com o preço menor mesmo, fora que viajaríamos pela Emirates a partir de São Paulo. A agência nos deu duas opções: uma saindo daqui de Maceió e outra saindo de São Paulo, e o vôo MCZ-GRU seria por nossa conta, mas isso ainda estamos decidindo.

Quanto à acomodação, a Mariane [da West 1] nos indicou alugarmos um local no Airbnb. Nós ainda não conhecíamos, inclusive em todos os blogs que vimos sobre intercâmbio, só indicavam o homestay, casa compartilhada ou acomodação estudantil. Todas as opções estavam bem caras e na verdade não queríamos nem homestay nem casa compartilhada... e a acomodação estudantil estava na faixa de $200,00 por pessoa, fora uma outra taxa que tínhamos que pagar, além de que estadia mínima recomendada é de 4 semanas. Entramos no site do Airnb e vimos que os preços estavam bem legais e poderíamos ficar menos de 4 semanas [que era o que a gente queria]... esse site é de aluguel por temporada, e tem residências bem legais, que podem ser alugadas por inteiro ou um quarto individual ou compartilhado. Então é quase certo que nossa estadia inicial [antes de conseguirmos nosso lar-doce-lar] seja dessa forma, em um quarto e sala.

[passaporte] Outra coisa que gostaria de dizer nesse post é que como eu sou casada e tirei meu passaporte ainda solteira [que ainda está válido], entrei em contato com a Polícia Federal explicando meu caso, e eles disseram que eu não precisaria tirar outro passaporte, mas que eu levasse minha certidão de casamento, e que se eu preferisse, poderia solicitar outro. Eu até ia fazer isso, mas como ia demorar cerca de 30 dias para ser expedido, fora a marcação da data, não daria tempo de aplicar o visto ainda esse mês, então desisti. O que ocorre é que tanto as passagens quanto toda minha documentação [da escola, contrato, seguro...] deverá ser feita no nome de solteira, pois meu passaporte é minha identificação fora do país. Então, fica a dica pra quem está na mesma situação que eu. Não sei ainda como ficará o visto [provavelmente também com meu nome de solteira], mas assim que eu souber eu volto aqui a atualizo a informação.

[Atualizando...] 
Sim, todos os documentos deverão ficar com meu nome de solteira, ou seja, igual ao passaporte: documentos da escola,  OSHC [seguro-saúde], passagens aéreas, visto e certificado da vacina de Febre Amarela.

Por hoje é só... quando tiver mais novidades, passo por aqui =)

[escrito por Alana Duarte]

Comentários

Postagens mais visitadas